23 de maio de 2020

[Resenha] Muito além da sobrevivência

#PRACEGOVER: Capa do livro
MUITO ALÉM DA SOBREVIVÊNCIA

Autor (a): Joyce Guerra
Editora: Artêra
Ano: 2016
Páginas: 212
Minha classificação: 5/5

Sinopse: Livro de pequenos contos de Joyce Guerra. Muitos são descrições de acontecimentos diários com as reflexões advindas deles, outros apenas descrições, outros reflexões sobre fatos da mídia ou acontecimentos em geral. Falam sobre a maternidade, a questão da inclusão (Joyce e seu marido são cegos), sobre a não-violência e sobre a vida em geral. Reflexões que apesar de já existirem por aí são mostradas com questões que não são muito comuns na abordagem da maternidade e inclusão e de como a não-violência se encaixa para resolver e encaminhar essas questões.

Olá, leitores do Pacote Literário!

Hoje venho falar de Muito além da sobrevivência, da autora  parceira Joyce Guerra, da Editora Appris, através do selo Artêra.

Por indicação da Isa, nossa colunista aqui do Pacote, realizei a leitura e foi uma das que mais gostei nesse ano de 2020.

Se você quer um livro totalmente diferente, em que parece uma conversa com uma amiga querida, essa é a indicação certa, pois foi assim que me senti nas suas 212 páginas.

Joyce é deficiente visual, casada e mãe de três filhos. 

Quando o livro foi escrito, em 2016, eram três crianças pequenas que demandavam toda atenção de Joyce (como todo filho demanda a atenção da mãe).

Joyce passeia com muita propriedade pelas situações pelas quais passa, advindas de cada uma dessas circunstâncias (deficiência, casamento, maternidade e ser pessoa, ser mulher).

Mas se engana quem pensa que ela tem uma postura vitimista em relação à deficiência: Joyce é hábil e prática ao explicar que a deficiência visual é um fato em sua vida e não algo que a define, apesar da insistência das pessoas em forçar tal definição e, assim, julga-la de todas as formas mais inconvenientes que se possa imaginar.

Ela explica que os desafios da maternidade são muito mais complexos e exigem mais sabedoria e paciência, que é algo muito maior e traz demandas muito mais amplas que a deficiência.


#PRACEGOVER: Fundo é um toco de madeira, celular com a capa do livro centralizado. Acima, uma bonequinha de biscuit, à esquerda, pétalas de rosa e à direita uma rosa.


Principalmente quando se fala em uma educação não violenta, algo que eu a admiro por colocar em prática. Três filhos crianças em casa é um desafio para qualquer mãe. Para ela, não poderia ser diferente.

Ela explica que sim, consegue cuidar de seus filhos plenamente desde que nasceram. Que é estressante lidar com quem prefere acreditar que ela não dá conta de ser mãe de seus filhos.

Já li muitos livros sobre Educação Não Violenta, pois tenho uma filha de 2 anos e tento aplicar as técnicas com ela. Mas esse livro é como uma aula prática. Como mãe em período integral e com a aplicação dos pilares da disciplina positiva, a perspicácia de Joyce é um exemplo a todos os pais e educadores.

Joyce é dona de uma escrita fluida, objetiva e sem frescuras.

Aprendi muito com esse livro e indico a todas as pessoas que queiram se comunicar melhor e sem violência, principalmente com seus filhos e alunos.

Esse livro foi, dentro da proposta da educação não violenta, um dos que mais demonstrou a prática dessa forma de se relacionar, pois são contos do dia-a-dia da autora.

Além de tudo, ela aborda a inclusão como ninguém, pois ela e o esposo são deficientes visuais e ela tem diversas experiências para nos contar. Maravilhosa experiência de leitura!

E vocês, já leram algo sobre o tema ou têm alguma curiosidade? Me contem nos comentários!

#PRACEGOVER: A capa do livro tem fundo em tons de rosa e azul, com o nome da autora centralizado acima e o título no centro.




#PRACEGOVER: Caricatura da Karla, escrito
"Matéria de Karla Samira"







Um comentário:

  1. Que leitura interessante, Karla!
    Adorei a dica. Gosto muito de histórias reais, que inspiram a gente
    O post ficou ótimo também
    Beijos
    Clauo

    ResponderExcluir

© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo