12 de março de 2020

[Resenha] Dizem por aí...

#PRACEGOVER: Capa do livro
Dizem por aí...
Autor (a): Jill Mansell
Editora: Novo Conceito
Ano: 2012
Páginas: 432
Classificação: 
4/5

Sinopse: O namorado de Tilly Cole acaba de se mudar do flat deles com metade de suas coisas. Sem nada para prendê-la, Tilly decide rapidamente morar mais perto de sua melhor amiga, Erin, em um vilarejo minúsculo em Cotswolds. Lá, Tilly é contratada no mesmo momento como faz-tudo em uma empresa de design de interiores. Para sua surpresa, a cidade pequena transborda escândalo, sexo, fofoqueiros e boatos, focados basicamente em Jack Lucas, o homem lindo de muita classe e melhor amigo de seu chefe. Todos falam para Tilly ignorar o encanto por Jack, que ela será apenas outra em sua cama se ela se deixar levar; mas Tilly, que trabalha ao lado de Jack, enxerga uma parte carinhosa e cuidadosa dele que não é revelada à cidade. É impossível que ele seja a mesma pessoa de quem todos falam. Ou é possível? Tilly deve separar os fatos da ficção e seguir seu instinto neste divertido romance moderno.


Olá leitores do Pacote Literário!

Hoje venho contar para vocês um pouquinho das minhas impressões sobre "Dizem por aí", da Editora Novo Conceito.

O livro vem nos contar a história de Tilly, que acaba de ser rejeitada pelo seu namorado e, sozinha, vai visitar sua melhor amiga, Erin, em uma pequena cidade.

Tilly está triste e desiludida quando vê em um jornal uma vaga de emprego que lhe interessa. No seu último segundo da viagem, vai para a entrevista de emprego.

A vaga é para uma espécie de "faz-tudo" na casa de Max e Lou, pai e filha de 13 anos que vivem atrapalhados entre as obrigações do trabalho dele e as demandas da adolescente e Tilly chega para ajuda-los em todos os aspectos.

Jack, o solteirão rico mais cobiçado da cidade, é sócio de Max. Por se tratar de uma cidade pequena onde a fofoca é uma constante, Tilly recebe um milhão de avisos para permanecer longe de Jack, tendo em vista a sua fama de querer se aventurar com o máximo possível de mulheres.

Porém, Tilly não pode ficar tão longe dele, pois, dentre suas funções, auxilia Max também com os clientes e a empresa.

“O problema de estar a fim de um mulherengo é que isso faz você se preocupar mais com a sua aparência. Assim, se o encontrar por acaso, você pode ao menos relaxar sabendo que está maravilhosa.”

Ela não quer assumir o quanto ele mexe com ela, é super durona o tempo todo e assim o livro se desenvolve sem que o romance de fato aconteça entre eles.

Enquanto isso, vários personagens secundários começam a se destacar na história.

A ex esposa de Tom e mãe de Lou é atriz de Hollywood, tem um problema e retorna à cidade, o que garante cenas bem engraçadas.

Erin, a melhor amiga de Tilly, se envolve com Fergus, cuja ex-esposa que não se conforma com o fim do relacionamento e, de forma absurda, tenta atrapalhar o namoro. Apesar de tudo, Erin ainda ensina uma grande lição ao ajudá-la no momento em que ela mais precisa.

Lou também é encantadora. Aos seus 13 anos, é extremamente bem resolvida, uma ótima filha e também rende boas cenas ao livro.

#PRACEGOVER: Fundo de folhas verdes, 2 botões de flores, um marcador
do Pacote Literário e o livro,

Por ser um livro bem extenso, inicialmente pensei que poderia se tratar de uma história maçante e difícil de ler. Me enganei completamente, pois a leitura das mais de 400 páginas fluíram bem.

A história aborda grandes temas como bulliyng, homossexualidade e solidão, de maneira leve e divertida. Se produzissem um filme baseado nele, seria uma comédia romântica bem legal e engraçada!

Apesar do excesso de número de personagens, acredito que todos tiveram suas tramas bem desenvolvidas e a autora conseguiu dar um final a todos, sem deixar pontas soltas.

"Você sabe que está em apuros quando tem vontade de trocar de lugar com um cachorro."

Vou deixar vocês lerem para saberem se finalmente Jack vai conquistar Tilly ou não!

Recomendo a todos que curtem um bom romance, leve e bem humorado, cheio de reviravoltas e grandes lições.


A edição é linda, a capa é bem divertida, as páginas são amareladas e a fonte utilizada é confortável à leitura.


#PRACEGOVER: LOGO DO PROJETO 12 LIVROS PARA
2020 COM TÍTULO E NOMES DOS PARTICIPANTES

Essa é a minha terceira leitura do ano para o desafio #12livrospara2020, que tem parceria com os blogs Mãe Literatura e Mundinho da Hanna! Passem lá para conferir os posts das parceiras!

E você, já leu esse livro ou outros da autora? O que achou? Deixe seu comentário!


#PRACEGOVER: A capa do livro tem fundo neutro, com o nome da autora e do livro no centro/superior. Aparecem, ainda, um botão de flor, uma mulher sorrindo, uma página escrita e uma borboleta.

#PRACEGOVER: Caricatura da Karla com
escrito "Matéria de Karla Samira"

2 comentários:

  1. Todo mês fico na maior expectativa para ler sua resenha nesta nossa TAG, tão amada
    Adorei a dica. Não conhecia este livro, mas fiquei curiosa para ler também
    Beijos, querida e até o mês que vem
    Claudia

    ResponderExcluir
  2. Às vezes nos surpreendemos e aquele ditado do não julgar o livro pela capa nos puxa a orelha. Um livro de 400 páginas é lido rapidamente e tem uma história incrível, enquanto um livro curtinho, a gente lê em um ano, de tão pesado que é... Não conhecia esse livro, mas parece ser bem divertida a leitura. =)
    Bjks e até o mês que vem!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir

© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo