26 de fevereiro de 2018

[Filme] 3096 Dias

Gênero: Drama/Policial
Ano: 2012
Elenco: Antonia Campbell-Hughes, Thure Lindhardt, Trine Dyrholm, Dearbhla Molloy, Roeland Wiesnekker, Erni Mangold


Dirigido por Sherry Hormann, o filme é baseado no livro de mesmo nome e conta a história real de Natascha Kampusch, austríaca sequestrada aos 10 anos de idade e mantida em cativeiro por mais de 8 anos.

Certo dia, após uma discussão com sua mãe, com quem não tinha uma boa relação, Natasha saiu para a escola caminhando, como era de costume.

Mas naquele fatídico dia, um homem resolveu lhe jogar dentro de sua caminhonete branca, não tendo a menina sequer chegado à escola.



Após acionar a polícia, todo tipo de busca foi feita, mas Wolfgang Přiklopil já havia providenciado para que o porão de sua casa se tornasse um cativeiro bem escondido.

Com uma mente perturbada e doente, o sequestrador sempre dava ordens à menina que, ao se negar a cumprir, era penalizada com humilhações verbais e físicas. Dentre elas, ele insiste em dizer à Natasha que entrou em contato com seus pais, mas eles não demonstraram interesse em pagar nada a título de resgate.

A menina era obrigada a lavar sua cela, tomar banho na pequena pia e, ainda, era privada de luz, alimentação e de som, a depender da vontade de Wolfgang.

Na adolescência, além de todas as torturas, Natasha foi submetida a abusos sexuais diversos, e seu sequestrador determinava todos os detalhes de sua aparência.

Certo dia ele simplesmente surta e lhe raspa todo o cabelo, uma cena difícil e dolorosa de assistir.


O nome do livro se refere ao prazo em que ela ficou sequestrada, 3096 dias.

Todo esse sofrimento parece terminar quando, ao ver que Wolfgang se encontrava distraído lavando o carro e atendendo a uma ligação, Natasha toma coragem e foge correndo pela rua, com pavor de ser seguida e encontrada pelo seu sequestrador.

A história real de Natasha choca a todos os que tomam conhecimento do nível de maldade e loucura de Wolfgang que, segundo eu soube, suicidou-se no mesmo dia da fuga da menina.



Eu ainda não conhecia a atriz Antonia Campbell-Hughes, mas não há o que mencionar de sua atuação absolutamente impecável. A atuação de Thure Lindhardt no papel de sequestrador é igualmente perfeita e nos faz odiá-lo do princípio ao final do filme.  

Indico para quem curte bons dramas, principalmente os que são baseados em histórias reais.

E você, já assistiu a esse filme? Se ainda não, trago boas notícias: está disponível na Netflix!!!




3 comentários:

  1. Oi Karla
    Não assisti e não li este livro ainda
    Estas histórias são tão chocantes que é difícil imaginar que são reais, ne? Muito triste.
    Gostei muito de Quarto, que tem a mesma temática.
    Vou assistir.
    Gostei do post!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Já assisti ao filme. E pelas entrevistas que vi da pessoa real... as marcas da violência sempre ficam, mesmo estando livre do terror psicológico. O filme aborda bem tanto o tema como o fato real.
    Show de resenha!

    ResponderExcluir
  3. Não assisti ao filme ainda, não sei se tenho coragem. Mas li o livro, que aliás, você que me deu e eu fique muito chocada, pesado demais e triste.
    Vou tentar assistir.

    bjs

    ResponderExcluir

© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo