29 de dezembro de 2017

[Resenha] Mrs. Dalloway


MRS. DALLOWAY
Autora: Virginia Woolf
Editora: Penguin - Companhia
Ano: 2017
Páginas: 235

Livro cedido em parceria com a editora


SinopseObra mais famosa de Virginia Woolf, Mrs. Dalloway narra um único dia da vida da famosa protagonista Clarissa Dalloway, que percorre as ruas de Londres dos anos 1920 cuidando dos preparativos para a festa que realizará no mesmo dia à noite. Pioneiro na exploração do inconsciente humano por meio do fluxo de consciência, Mrs. Dalloway se consagrou tanto pelo experimentalismo linguístico quanto pelo retrato preciso das transformações da Inglaterra do períodoentre guerras. Misto de romance psicológico com ensaio filosófico, este livro resiste a classificações simplistas e inaugura um gênero por si só. Precursor de algumas das maiores obras literárias do século XX, este romance é uma leitura incontornável que todo mundo deve fazer ao menos uma vez na vida.





Olá! A resenha que trago hoje para vocês é de Mrs. Dalloway, de Virginia Woolf!

Clarissa Dalloway vai dar uma festa em sua casa, e decide que ela própria irá comprar as flores para enfeitar o ambiente.

Com o firme objetivo de encontrar tais flores, Clarissa percorre as ruas de Londres e passa por diversos lugares, indo ao encontro de outros tantos personagens de uma vida aparentemente bem cotidiana. Por esses caminhos e por todas as histórias de vida de cada um, vem à mente de Clarissa o questionamento sobre suas escolhas e a vida que construiu até sua idade já madura.




Ela tinha muitas expectativas na juventude, sobre si e sobre os amigos, mas decidiu casar-se com Richard, notável membro do parlamento britânico e da sociedade londrina, e, irremediavelmente, ter uma vida completamente tradicional; como a mulher de um ilustre homem, mãe e cuidadora da casa.

Nesse dia ,de inúmeras reflexões, ela pôde notar que seus sonhos e desejos foram todos sufocados pela segurança de uma vida ortodoxa. Vem à sua memória a figura do antigo namorado; tão aberto ao novo, detentor de perspectivas promissoras, para acalentar seu coração.

Peter Walsh, enigmático e inconclusivo, ainda busca por resultados de sua personalidade inovadora, numa juventude estagnada que pensa não ter perdido.

Septimus Warren Smith é um veterano de guerra, que sofre com um desequilíbrio mental devido aos horrores que vivenciou e à morte de seu parceiro e amigo Evans, o qual enxerga a todo momento durante seus delírios.

Há também a amiga Sally Seton, que Clarissa sempre teve por exemplo de coragem; por desafiar as condutas tradicionais, sendo despojada, fumando charuto, mas que agora, ao revê-la na festa, se encontra casada e com cinco filhos.

Quase todos os personagens, elencados durante o dia de preparativos para a grande festa, se encontram reunidos em torno de Clarissa, bem como suas expectativas e anseios da juventude, em contraste com a realidade daquilo em que cada um se tornou.

A tônica da narrativa se refere às frustrações dos ideais não alcançados pela escolha de uma vida segura e insossa, mas sem percalços. E sobre o preço a se pagar ao controverter as normas de conduta aceitas numa determinada época.





Levanta temas sobre o amor e as doenças mentais, ou da alma, adquiridas pela supressão das emoções.

Virginia Woolf parece colocar nesse texto um pouco de suas próprias dores, evidenciando o estigma do sofrimento das mulheres de seu tempo, conduzidas a uma vida protocolar, das quais se esperava sempre um comportamento padrão.

A narrativa acontece de forma constante, sem marcações de capítulos; os pensamentos e memórias transferem-se entre os personagens, de uma mente para a outra, sublinhando as percepções e angústias de cada um.

No início é um pouco difícil se localizar na história, já que surgem vários personagens, e a autora segue descrevendo seu deslocamento pela cidade como se todos já conhecessem os moradores. Claro fica seu protesto, ou grito de socorro, para aqueles que estão em agonia e sofrem pelo rumo que sua vida teve de seguir.



Clique aqui e adicione Mrs. Dalloway no Skoob



6 comentários:

  1. Eu não conhecia esse livro,mas fiquei curiosa, ainda mais por se tratar de tantos sentimentos que rondam a mente humana. E mais ainda, as consequências de uma vida no comodismo... Bjks!
    Hanna Carolina

    ResponderExcluir
  2. Gostei de conhecer o livro. A história me interessou. Parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
  3. Oiii Júnior tudo bem?
    Que dica maravilhosa menino, adoro tudo que seja e tenha a virginia, ela é uma escritora fabulosa e sempre traz assuntos importantes e relevantes, independente o tema, esse quero muito ler, pois ainda não o li. Achei muito fofa essa edição.
    Beijinhos da Morgs <3

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia a obra, parece ser bem interessante.
    Adorei a resenha, a capa está chamando bem a atenção ❤
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  5. Oi, Júnior.
    Gostei bastante de sua resenha e essa nova edição ficou linda.
    É bom ver um livro tão importante quanto esse ganhando cada vez mais admiradores.
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  6. Olá.
    Tenho esse livro e outro da Virginia naquela edição vermelha de capa dura da Abril, ainda não o li, mas os comentários que leio é que realmente é uma leitura difícil de compreender. Quem sabe eu o leia em breve.
    Ótima resenha.
    Bjs MARY.

    ResponderExcluir

© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo