22 de março de 2020

[Resenha] O príncipe corvo

 O PRÍNCIPE CORVO
Autor (a): Elizabeth Hoyt
Editora: Record
Ano: 2017
Páginas: 350
Classificação: 
4/5


Sinopse: Ao descobrir que o conde de Swartingham visita um bordel para atender suas “necessidades masculinas”, Anna Wren decide satisfazer seus desejos femininos... com o conde como seu amante.
Chega uma hora na vida de uma dama...
Anna Wren está tendo um dia difícil. Depois de quase ser atropelada por um cavaleiro arrogante, ela volta para casa e descobre que as finanças da família, que não iam bem desde a morte do marido, estão em situação difícil.
Em que ela deve fazer o inimaginável...
O conde de Swartingham não sabe o que fazer depois que dois secretários vão embora na calada da noite. Edward de Raaf precisa de alguém que consiga lidar com seu mau humor e comportamento rude.
E encontrar um emprego.
Quando Anna começa a trabalhar para o conde, parece que ambos resolveram seus problemas. Então ela descobre que ele planeja visitar o mais famoso bordel em Londres para atender a suas necessidades “masculinas”. Ora! Anna fica furiosa — e decide satisfazer seus desejos femininos… com o conde como seu desavisado amante.


Olá, leitores do Pacote Literário!

Hoje temos mais novidades para vocês: fizemos uma resenha em trio! Sim, pessoal! Isadora, Dani e eu lemos "O príncipe corvo" e trabalhamos com carinho para elaborar em conjunto essa resenha e contar o que podemos considerar um misto de nossas opiniões e sensações com a leitura.

Esperamos que o resultado desse trabalho possa agradar a vocês, leitores.

Primeiro livro da Trilogia dos Príncipes, trata-se de um romance de época que vem contar a história de Anna Wren, uma viúva bem à frente do seu tempo e com aquele toque feminista que a gente adora! Anna reside com a sogra e uma governanta. Falidas, Anna decide procurar um trabalho, algo pouco comum (e até condenável) para aquela época.

Edward, o conde de Swartingham, precisa de um novo secretário e, ao não encontrar nenhum homem para o papel, acaba por contratar Anna para o trabalho, já que ela tinha várias habilidades com idiomas e escrita.

A atração entre Anna e Edward é palpável, mas nenhum deles reconhece o sentimento. Ela tranca seu amor dentro de si por não considerar o conde ao seu alcance. Ele também não demonstra as sensações que ela lhe causa, por questões que mencionaremos abaixo.

Anna acolhe em sua casa uma prostituta que levou uma surra e está quase morta. Sua irmã vai até Anna para buscar a mulher e a partir de então, esta lhe deve um favor.

Edward está noivo e sai em viagem para ajustar os termos do casamento. Anna não resiste à distância e cobra da mulher seu favor: que a leve ao mesmo destino de Edward e possa frequentar um quarto do prostíbulo e ficar à espera dele.

O plano dá super certo, Edward e Anna têm uma noite maravilhosa de amor, mas ele não sabe da identidade daquela amante. Sim, na ocasião, ela usava uma máscara e ele fica completamente perturbado de não saber quem era aquela mulher tão vigorosa e misteriosa.


#PRACEGOVER: Lampião azul sobre um banco de madeira, dispositivo kindle com a capa
do livro. Acima dele, flor vermelha e pena. À direita, pequena luminária amarela. 


Edward esconde um passado de experiências extremamente tristes, que Anna (e o leitor) só conhecem muito tempo depois. Inicialmente, considerei o príncipe bem mimado, mas quando ele conta sua história, justifica um pouco dos seus motivos.

A partir desse momento, Edward fica na difícil posição de se decidir entre manter seu noivado com uma mulher respeitável e de família nobre, capaz de realizar todos os seus sonhos e ambições como um conde ou tentar conquistar de vez a mulher sem posses e com uma mente bem à frente do seu tempo, por quem se encontra completamente apaixonado.

É o nosso primeiro contato com a escrita da autora, tão fluida que o leitor não quer deixar a história nem por um momento! É uma história incrível, um romance deliciosamente leve, com um pouco da pegada hot totalmente dentro do contexto. As tramas são bem construídas e a autora dá um final a todos os personagens e não deixa pontas soltas.

Recomendamos para quem curte um romance de época leve, gostoso de se ler e bem elaborado.

E vocês, já conheciam a autora? Já leram esse ou outros livros dela? Apreciaram a resenha em trio? Contem nos comentários, vamos adorar saber!


#PRACEGOVER: Logo do Blog







Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo