16 de setembro de 2019

[Resenha] Amores mínimos

AMORES MÍNIMOS
Autor (a/es): João Anzanello Carrascoza
Editora: Record
Ano: 2011
Páginas: 144
Classificação: 5/5


Sinopse: O amor em todas as suas vertentes, entre pais e filhos, irmãos, amantes, amigos é o tema de do novo livro de contos do paulista João Carrascoza. O exercício da síntese, que o escritor maneja com a maestria de mais de duas décadas trabalhando também em publicidade, amplia o turbilhão de sensações que camufla o amor profundo entre seus personagens. Tipos de fácil identificação, homens e mulheres, crianças que circulam em metrópoles ou até em pequenas cidades.
Em Amores mínimos, Carrascoza aproxima sua prosa à poesia, e assim disseca o sentimento que surge em qualquer fase da existência. Há aqui a ternura, compaixão e a certeza de que as coisas pequenas, quase esquecíveis do nosso cotidiano, são as que fazem a grandeza da vida. “O mínimo que se pode fazer em vida é se dar ao máximo a cada instante, mesmo que a maioria deles seja de pouca valia”, explica, com emoção, o escritor. 
Há ainda uma melancolia constante permeando os contos. Construída poeticamente com o olhar esperançoso de Carrascoza, um entusiasta da vivência plena “das grandes paixões e pequenos amores”. Tudo é contado com delicadeza e elegância, Um coração recuperando a capacidade de amar. Um encontro de dois. Uma reflexão no transporte escolar de crianças. A elocubração que a mente faz sobre um outro alguém. O ranço da relação entre pai ausente e filho. A febre de paixão entre duas pessoas. 
Vencedor do Jabuti, em 2007, com a antologia O volume do silêncio, desde sua estréia literária, o cuidado com a linguagem — sempre perpassada por lirismo — encantou público e crítica. Em textos curtos e de alto impacto, Amores mínimos comprova seu nome como um dos destaques da cenário cultural contemporâneo.


Bom dia, leitores do Pacote Literário!

Como sabem, amo autores que escrevem com linguagem poética e João Anzanello Carrascoza é um deles! Super premiado por seus textos que sempre tocam e emocionam, o autor consegue extrair grandes lições de acontecimentos corriqueiros do dia a dia.

Conheci o autor por indicação de uma amiga. Anteriormente, por indicação (e empréstimo) dela, fiz a leitura do livro "Caderno de um ausente", que me tocou bastante. No ano passado, essa amiga me enviou este livro maravilhoso do qual passo a falar a vocês.

"Amores mínimos" é uma coletânea de contos em que o autor nos fala, principalmente, do amor. Detalhes pequenos de amores entre parceiros, cônjuges, "ex" de diversos tipos, entre pais e filhos e outras relações.


"Ela nos agride com a sua indiferença."

O autor que vê beleza e grandeza nas coisas mais simples, João consegue nos fazer viajar e entrar de cabeça nas situações e nas circunstâncias em que acontecem.

Aos leitores mais sensíveis, o livro causa imensa comoção em muitos trechos fortes e marcantes, como por exemplo, em um conto em que a mãe observa com detalhes o retorno do filho que passou o fim de semana na casa do pai. Ali estão presentes a vontade de que seu filho cresça independente e o medo de que algo de ruim lhe aconteça, o eterno paradoxo que circunda a cabeça de todas as mães...



Confesso a vocês que fiquei com lágrimas nos olhos em vários momentos, tendo em vista a sensibilidade que jorra das prosas neste livro que, de mínimo, só tem o nome! Nos 25 contos em formato de prosa, João descarrega amor em palavras simples que, além de tudo, nos trazem grandes lições.

Para leitores como eu, que curtem marcas as partes marcantes ou mais importantes da leitura, vão se cansar de tantas marcações, pois o livro é extremamente emocionante! 


"Parecia até que era uma mulher feliz..."

A capa do livro, assim como a linguagem do autor, é o equilíbrio perfeito entre beleza e simplicidade. Ele nos brinda com uma profundidade enorme de sentimentos em palavras de fácil absorção e compreensão, em coisas do dia a dia às quais não costumamos dar o devido valor.

As páginas amareladas e a fonte escolhida garantem uma leitura confortável. A revisão de escrita e  ortografia também está excelente, a editora Record!


Recomendo a quem curta textos profundos e que trazem grandes reflexões para a vida!

E você, já leu este livro ou outros livros desse fabuloso autor? O que achou? Conte nos comentários!




8 comentários:

  1. Karlinha querida
    Eu AMO a escrita do Carrascoza e li quase todos os livros dele. Também tive o prazer de participar de vários eventos com ele, inclusive no nosso Clube da Leitura. Fiquei muito feliz quando ele aceitou nosso convite
    Amei seu post e concordo com você, ele arrasa!
    Bjs
    Claudia

    ResponderExcluir
  2. Oie...
    Sensível como sou, tenho certeza que vou me comover muuuuito <3
    Ainda não conhecia esse autor, mas, pelo que pude perceber em sua resenha, com certeza, é um autor que vai me agradar muuuito, pois, adoro leituras que tocam direto em nosso coração <3
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?

    Eu não conhecia o livro e o autor, mas esse livro parece ser bem envolvente, parece ser uma leitura tocante. Gostei da sua resenha e considerações. Dica anotada!!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Oi Karlinha, que livro mais amorzinho. Amei sua dica! ÀS vezes é bom ler livros que mexem com nosso coração. S2
    Bjks!

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem? Primeiro fiquei curiosa pelo título do livro mas conforme vamos lendo compreendemos o motivo. Acredito que a correria do dia a dia, a rotina, e os problemas que precisamos resolver acabam nos afastando daquilo que é realmente importante. As vezes deixamos de lado pequenos gestos de amizade, de amor, ou mesmo de nos importar com quem está ao nosso lado. Gostei da proposta do livro. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  6. Parece ser uma leitura bem diferente, ainda não li nada escrito dessa forma abordada pelo autor, pela sua resenha ele parece conseguir tocar o coração do leitor e eu acho isso um ponto importante na leitura! Parabéns pela resenha!!

    ResponderExcluir
  7. Oi Karla!
    Não conhecia o livro, adoro quando o livro nos faz pensar, nos trazendo uma reflexão sobre a nossa própria vida, e também tem uma carga emocional, sou mais emotiva eu acho que iria adorar ler esse livro. Obrigado pela dica, parabéns pela resenha, fiquei muito empolgada em conhecer mais do enredo e do autor. Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bom?
    Não conhecia o livro, mas assim como você, adoro autores com escrita poética, que conseguem nos mostrar lições valiosas em meio a situações corriqueiras e por isso já anotei a dica para poder ler em breve. Espero me emocionar tanto quanto você ♥
    Beijos!

    ResponderExcluir

© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo