28 de fevereiro de 2020

[Resenha] Objeto sexual

#PRACEGOVER: CAPA DO LIVRO
 OBJETO SEXUAL
Autor (a): Jessica Valenti
Editora: Cultrix
Ano: 2018
Páginas: 230
Classificação: 
4/5


Sinopse: Nesta sincera autobiografia, Jessica Valenti, uma das feministas mais proeminentes da atualidade, explora o preço que o machismo cobra na vida das mulheres. Dos assédios em transportes públicos e o medo do sucesso ao despertar sexual e a maternidade, "Objeto Sexual" revela os momentos dolorosos, constrangedores, e às vezes “fora da lei”, que moldaram o período da adolescência e de jovem adulta de Valenti na cidade de Nova York. Visceral e emocionante, "Objeto Sexual", não apenas conta as histórias vividas pela autora, mas reproduz as que se repetem todos os dias, na vida de milhões de mulheres objetificadas ao redor do mundo.


Olá leitores do Pacote Literário!


Hoje venho falar com vocês sobre esse livro que se encontrava em minha lista de desejados, praticamente desde seu lançamento.

Em virtude do Projeto Ciranda Literária 2020, o mês de janeiro foi o meu prazo para realizar essa leitura.


#PRACEGOVER: Fundo de natureza, potinho vermelho e o livro em uma
bancada de madeira.

O livro trata, basicamente, de uma biografia da autora, onde ela nos fala um pouquinho de sua vida desde a infância. Para contar no livro, Jessica escolheu as cenas de sua vida permeadas pelo machismo, ou seja, algumas das situações que ela enfrentou apenas pelo fato de ser menina/mulher.

Desde muito cedo, a autora aprendeu a enfrentar homens que lhe a olhavam com caras estranhas e lhe diziam palavras de cunho sexual.

Ainda muito jovem, se deparou com uma situação extremamente absurda, nojenta e constrangedora: um homem havia ejaculado em suas costas dentro do metrô!

E assim foram outros diversos acontecimentos em sua vida em que foi assediada, humilhada, desencorajada e desacreditada de seguir seus sonhos!

A autora nos conta, ainda, que muitas situações ela não tinha coragem de repassar a sua mãe, tendo em vista a evitar o sofrimento dela, pois elas eram de uma família que replicavam a violência a cada geração.


#PRACEGOVER: Fundo de natureza e uma piscina, na frente o livro.

A parte da história que Jessica nos conta da coragem que lhe foi necessária para enfrentar diversas complicações na época em que sua filha nasceu. E, posteriormente, ainda foi obrigada a lidar com mensagens vexatórias (e até mesmo ameaças à sua filha) pelo fato de ser palestrante sobre o Feminismo! É impressionante o que as pessoas são capazes de fazer e falar por trás de uma tela de computador!

Relacionamentos abusivos, uso exagerado de drogas, problemas com o próprio corpo, escolhas extremamente complicadas (e baseadas no medo e na insegurança) também fizeram parte dessa história de dor e resistência narrada por Jessica.

Trata-se de uma leitura extremamente dura, difícil de se fazer, tendo em vista se tratar de circunstâncias e situações tão graves em que a autora se envolveu. O pior é sentir que tudo isso se deu apenas pelo fato de ela ser mulher, que ao mesmo tempo, deveria ser algo tão natural.

Por achar a escrita densa, não consegui realizar rapidamente a leitura, mas estou certa de que absorvi todo o seu conteúdo.


#PRACEGOVER: Fundo de madeira, roda de madeira e um vaso de planta.
No centro, o livro apoiado.

Quando paramos para pensar, percebemos que não apenas a autora foi tratada dessa maneira durante a vida. Infelizmente, essa é uma trajetória comum a inúmeras mulheres. As situações pelas quais Jessica passou e outras semelhantes são corriqueiras nas vidas de todas nós, tendo em vista o machismo que ainda prevalece em nossa sociedade.


Penso ser uma leitura muito necessária para os dias de hoje e recomendo a todas as pessoas sem distinção, mas principalmente a quem se interessa em saber um pouco mais sobre o Feminismo.


#PRACEGOVER: Uma namoradeira de pele escura e cabelos claros ao lado do
livro sobre uma bancada de madeira.

E você, já leu esse livro ou outros dentro dessa temática? O que achou? Deixe seu comentário!

#PRACEGOVER: A capa do livro tem fundo alaranjado e traz, um tom mais escuro, a silhueta de um rosto vazio (sem olhos, nariz e boca) de mulher. No quadrante superior esquerdo, o nome da autora e no quadrante inferior direito, o nome do livro, ambos em um tom azul marinho/roxo.


PRACEGOVER: Minha caricatura com o texto:
"Matéria de Karla Samira"

Um comentário:

  1. Oi Karla
    Não conhecia este livro, mas fiquei muito curiosa para ler também.
    Me parece, como você bem explicou, uma leitura dura, mas necessária.
    Adorei as fotos e o post, já coloquei na minha lista
    Bjs
    Claudia

    ResponderExcluir

© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo