12 de outubro de 2020

[Resenha da Karla] Sr. Daniels

#PRACEGOVER: Capa do livro

Autora: Brittainy C. Cherry
Editora: Record
Ano: 2015
Páginas: 322
Minha classificação: 5/5

Sinopse: Depois de perder a irmã gêmea para a leucemia, Ashlyn Jennings vê sua vida mudar completamente. Além de ter de aprender a conviver sem parte de si mesma, ela precisa se adaptar a uma nova rotina. Enviada pela mãe para a casa do pai, com quem mal conviveu até então, ela viaja de trem para Edgewood, Wisconsin, carregando poucos pertences, muitas lembranças e uma caixa misteriosa deixada pela irmã.
Na estação de trem Ashlyn conhece o músico Daniel, um rapaz lindo e gentil, e a atração é imediata. Os dois compartilham não só o amor pela música e por William Shakespeare mas também a dor provocada por perdas irreparáveis. Ao sentir-se esperançosa quanto a sua nova vida, Ashlyn começa o ano letivo na escola onde o pai é diretor. E não consegue acreditar quando descobre, no primeiro dia de aula, que Daniel, o belo músico de olhos azuis com quem já está completamente envolvida, é o Sr. Daniels, seu professor de inglês.
Desorientados, eles precisam manter seu amor em segredo, e são forçados a se ver como dois desconhecidos na escola. E, como se isso já não fosse difícil o bastante, eles ainda precisam tentar de todas as formas superar os antigos problemas e sobreviver a novos e inesperados conflitos.


Olá, leitores do Pacote Literário!

Hoje é dia de resenha de Sr. Daniels, publicado pela Editora Record.

Esse livro ganhei de uma amiga querida, mas um belo presente mesmo foi a leitura, sobre a qual passo a lhes contar.

"Sr. Daniels" traz como protagonista Ashlyn, uma adolescente que acabou de perder sua "metade". Sua irmã gêmea faleceu e ela ainda está sem rumo. Para completar, sua mãe está péssima e ela vai morar com o pai (com quem nunca teve um bom relacionamento) e sua nova família, em outra cidade.

Ou seja... Ashlyn tem inúmeros desafios a superar e, além de tudo, precisa cumprir algumas "metas" para ler várias cartas que sua irmã deixou para ela em uma caixinha.

#PRACEGOVER: Banquinho de madeira com vaso retangular de pequenas flores amarelas e rosas, o livro apoiado à frente.



Ao viajar de trem para a casa do pai, ainda bastante melancólica pela perda, Ashlyn se depara com lindíssimos olhos azuis e o dono deles é o Sr. Daniels, um músico que, assim como ela, ama literatura, sobretudo Shakespeare!

O romance entre os dois se desenvolve de uma maneira bastante peculiar, pois ambos precisam lidar com questões emocionais bem pesadas.

Famílias despedaçadas, dependência química, ameaças de criminosos, repressão à homossexualidade, conflitos típicos da adolescência e, sobretudo, o luto são algumas das coisas que o casal vai precisar enfrentar.

Mas de forma alguma senti o peso desses problemas que os rondam, na escrita. Pelo contrário, a autora conseguiu abordar tudo de uma forma bastante lúcida e verdadeira, sem "forçar" a barra só para emocionar.

O livro se desenvolve entre os dramas familiares de Ashlyn e Sr. Daniels, bem como seus sonhos, recomeços e, claro, algumas cenas sensuais do casal.

Algo que me chamou a atenção foi que, apesar de estar "na cara" que os dois seriam um casal, o romance é construído devagar e de forma bastante sensata. Assim, fiquei torcendo para que as coisas avançassem e curiosa para saber como se apoiariam em todas as questões que precisavam solucionar.

Os papéis secundários também são bem pensados, todos têm a personalidade bem definida e trazem elementos importantes para a história.

#PRACEGOVER: Fundo de céu azul e paisagem verde, com muitas árvores. à frente, uma mão segura o livro.



Narrado em primeira pessoa de maneira intercalada pelos dois personagens que dividem o protagonismo, me senti bem próxima dos sentimentos e atitudes deles, apesar de às vezes não concordar com o que estavam fazendo.

Os diálogos presentes no livro também me agradaram bastante, sobretudo por afirmarem a forte personalidade de Ashlyn, que faz escolhas inteligentes e prudentes.

Primeiro livro da autora que leio, achei sua escrita bastante fluida e real, principalmente ao retratar os inúmeros sentimentos e reações ao luto.

A edição da Editora Record traz uma capa muito bonita, páginas amareladas e uma fonte que achei pequena, embora o tamanho não tenha prejudicado a leitura.

Gostoso de ler, recomendo a quem curta um bom romance com muitas citações de Shakespeare!

#PRACEGOVER: LOGO DO PROJETO 12 LIVROS PARA
2020 COM TÍTULO E NOMES DOS PARTICIPANTES


Escolhido para o #12livrospara2020 (blogagem coletiva em parceria com as queridas Clauo do Maeliteratura e Hanna, do Mundinho da Hanna), esse é o oitavo livro que leio para o desafio. As meninas também postaram hoje seus livros do desafio, não deixem de conferir.

Volto com as minhas impressões do próximo livro desse desafio no dia 12 de novembro!

E vocês, já leram algum livro que retrate o luto? Já leram algum outro livro dessa autora? Me contem nos comentários.

#PRACEGOVER: A capa do livro tem uma paisagem verde desfocada. Em destaque, a foto de uma mulher de costas com cabelos loiros compridos e vestido azul. Acima, o título e no fim da página, o nome da autora.


#PRACEGOVER: Caricatura da Karla com
escrito "Matéria de Karla Samira"

Um comentário:

  1. Oi Karlinha, que livro lindo esse. Eu não conhecia, mas fiquei feliz em saber que é uma história leve, mesmo tratando de assuntos pesados. Acho genial quando os autores pensam nessa maneira de tratar os assuntos, assim a leitura flui até mais rápido, né?
    Bjks e até o mês que vem! =)

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir

© Pacote Literário ♥ 2020 - Todos os direitos reservados.