12 de março de 2019

[Resenha] O céu está em todo lugar

O CÉU ESTÁ EM TODO LUGAR

Autora: Jandy Nelson

Editora: Novo Conceito
Ano: 2011
Páginas: 424
Classificação: 5/5

Sinopse: Este é um livro de estreia vibrante, profundamente romântico e imperdível. Lennie Walker, de dezessete anos de idade, gasta seu tempo de forma segura e feliz às sombras de sua irmã mais velha, Bailey. Mas quando Bailey morre abruptamente, Lennie é catapultada para o centro do palco de sua própria vida - e, apesar de sua inexistente história com os meninos, inesperadamente se encontra lutando para equilibrar dois. Toby era o namorado de Bailey, cujos sentimentos de tristeza Lennie também sente. Joe é o garoto novo da cidade, com um sorriso quase mágico. Um garoto a tira da tristeza, o outro se consola com ela. Mas os dois não podem colidir sem que o mundo de Lennie exploda...

Olá, pessoal do Pacote! 

Com muito carinho, trago para vocês a resenha desse livro delicioso que me encantou do início ao fim!

Ganhei de uma amiga muito querida no meu aniversário de 2016 e ainda não havia realizado a leitura e, assim, o incluí no desafio 12 livros para 2019 justamente para cumprir o objetivo de conhecer essa história.

Apesar do volume de páginas, é um livro muito fácil de ler, devido à sua diagramação e à escrita da autora. Assim, aproveitei o feriado de Carnaval e realizei essa leitura super sensível!

Esse livro é lindo em todos os aspectos: tanto a história quanto a edição são de encher os olhos e, a partir de agora, vou contar um pouquinho para vocês sobre ele.

O livro vem nos contar a história de Lennie, que acabou de perder a sua irmã, Bailey. Mora com sua avó e seu tio, não tem contato com sua mãe e sua irmã era sua melhor amiga, praticamente sua outra metade.



Muito abalada com a morte da irmã, ela sofre o luto de uma maneira muito profunda e complexa, confunde sentimentos e não consegue conviver e realizar suas atividades como antes.

"Minha irmã vai morrer todos os dias, pelo resto da minha vida. A dor dura para sempre. Não desaparece nunca; torna-se parte de nós, a cada passo, a cada suspiro. Nunca vai parar de doer, Bailey, porque nunca vou deixar de gostar muito de você."

Toby, o ex-namorado de sua irmã, aparece em sua casa em busca de conforto. Ele quer conviver com a sua família para amenizar a dor da perda da namorada. Essa convivência irá confundir a cabeça de ambos e muitas coisas acontecem devido a isso.


Muitos segredos de Bailey são revelados a Lennie, fatos que ela jamais esperava, pois achava que a irmã dividia tudo com ela.

Como se não bastasse, um jovem da família mais cobiçada da cidade parece estar interessado em Lennie, o que causa toda a confusão do livro. Ela mete os pés pelas mãos, toma decisões das quais se arrepende no futuro e, sem conseguir domar as sensações a que seu corpo reage, a personagem passa por maus bocados tentando se reencontrar.

É muito gostosa a relação familiar na casa de Lennie, com seu tio e sua avó. Adorei a parte em que aparece a avó, seus ensinamentos, suas flores e teorias que as relacionam à saúde da neta.

A questão da música, sempre presente no livro ( a personagem é trompetista), também me agradou bastante, tendo em vista que adoro música e ela cria um cenário de fácil imaginação na mente do leitor.




Também gostei bastante do fato de a personagem escrever sempre os seus sentimentos e ao final do livro, vamos descobrir que alguém os coleciona. São cartas, bilhetes e outros escritos aparecem de forma entre "original" no livro, o que torna a diagramação muito bonita.

"A tristeza é uma casa em que cadeiras se esqueceram de como nos segurar, os espelhos de como nos refletir, as paredes de como nos conter."

As páginas são coloridas e dá uma impressão de ter tirado foto dos bilhetes e recados da personagem. Além disso, toda a história é contada com letras azuis e com fonte que nunca havia visto antes em nenhum livro, simplesmente linda!



A escrita da autora é bastante fluida e a narrativa em primeira pessoa me fez me sentir próxima à personagem! Parecia que eu vivia a história junto de Lennie, o que achei bem agradável.

Este é o primeiro livro que leio da autora e gostei muito, Recomendo a todos os que curtem um bom romance, leve e descontraído.


Essa leitura faz parte do desafio #12livrospara2019 e também do Projeto #leiamulheres, já explicados aqui no blog.

E você, já leu este livro ou outros do mesmo tema? O que achou? Conte-nos nos comentários!



3 comentários:

  1. Oi Karlinha! Que livro mais fofo! S2 E não conheço a autora, mas já gostei da história.
    Ah, e amei a nova arte do blog, ficou uma gracinha, viu? ^^
    Bjks!

    Mundinho da Hanna

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia o livro nem a autora, mas me interessei tanto que já coloquei na minha lista de leitura! Sua resenha me convenceu hahaha
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Não conheço essa autora, mas adoro livros que são sutis para lidar com a perda, que ensinam e nos ajudam a trabalhar esses sentimentos tão confusos em nossas vidas, assim como na das personagens. Super me interessei!

    Bjs

    ResponderExcluir

© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo