10 de abril de 2020

[Entrevista] com o autor Leandro Schulai

#PRACEGOVER: Montagem com a foto do autor
e a inscrição "Entrevista com o autor LEANDRO SCHULAI"


Olá, leitores do Pacote Literário!

Hoje é dia de entrevista por aqui!

Nosso entrevistado de hoje é Leandro Schulai, escritor e organizador editorial da Editora Andross.

Vamos às perguntas?

Me fale um pouco sobre você, sua paixão por livros, boas histórias e quando começou a se interessar por esse universo editorial.

Olá, é realmente curioso me fazer essa pergunta, pois tenho interesse por esse universo desde a adolescência quando iniciei a escrita do meu primeiro livro. Sou um apaixonado por livros desde pequeno e tudo eclodiu com Harry Potter, sou da geração com muito orgulho. 

Como e quando começou a escrever? 

Comecei aos dezesseis anos, estava no ensino médio e a professora pediu para a turma fazer uma redação e eu fiz usando os meus amigos da sala como personagens e o texto fez um baita sucesso. Isso ascendeu uma faísca em mim de que podia agradar as pessoas através da minha escrita e desde então comecei a criar ideias de como começar a escrever meu primeiro livro. Isso foi em 2002.

Me fale um pouco sobre seu livro Playlist.


Playlist nasceu na verdade de contos avulsos que escrevia para as coletâneas que organizava, atividade que falarei mais abaixo. Em determinado momento, percebi que coincidentemente usava músicas como pano de fundo para meus contos e que eles eram inspirados em suas letras. Nasceu daí a ideia do playlist, que é a união entre música e literatura, com a ideia de aproximar leitores de todos os gostos e até os que não são chegados a leitura, os quais são atraídos pela música e a curiosidade. São histórias inspiradas nas letras, clipes e ideias da canção e todos os contos retratam acontecimentos de uma década em específico.

Como começou seu trabalho como organizador de coletânea de contos?

Comecei em 2012, após conversar com o Edson Rossato, editor chefe da editora, a respeito de uma ideia para uma coletânea, que seria coletânea de contos de amor romântico. Na época havia dúvidas se a antologia atrairia a atenção dos escritores, mas tivemos êxito e desde então tenho organizado coletâneas para a editora todos os anos.



Fale um pouco sobre “Caixa de memórias”. 

Essa antologia é um projeto novo que visa homenagear pessoas queridas do nosso passado. Não são relatos ou diários, mas sim contos em que essas pessoas homenageadas sejam personagens e que possamos lembra-los da forma que eles eram. 



Fale um pouco sobre a série de contos “Fio Vermelho”. 

Fio Vermelho é uma linda lenda de Akai Ito onde diz que toda pessoa tem um fio que se conecta à outra e mesmo que o tempo, distância e ocasiões da vida as afastem, a vida sempre dará um jeito de uni-las em algum momento. Essa antologia visa mostrar o poder desse laço seja para a felicidade ou mesmo para a tragédia.

Qual é o critério para seleção dos contos para as coletâneas? Algumas vezes se leva mais em conta o poder de emocionar o leitor em comparação à capacidade técnica do autor? Ou ambos devem estar em equilíbrio?

Então, muitas vezes o conto faz a pessoa rir, refletir e não necessariamente emocionar. Existe uma estrutura mínima para o conto ser aceito que observa basicamente a estrutura, harmonia, construção de personagens, cenas, diálogos e veracidade do que está na trama. O conto pode ser sobre dragões andando em São Paulo, mas isso tem que fazer sentido naquele universo. Muitos contos possuem boas histórias, mas às vezes muito mal estruturados e meu trabalho é justamente ajudar os autores com essas estruturas deficientes.

Quais os seus próximos projetos?

Agora em 2020 finalizo e publico o terceiro volume da série playlist, agora focado nos anos 2000 para encerrar a série em 2021.

Deixe um recadinho aos leitores do Pacote Literário.

Agradeço o carinho, lavem as mãos e só saiam de casa em necessidade extrema. Faço o convite para conhecerem meus livros, tanto em ebook quanto físico, caso queiram me seguir só procurar por schulai em todas as redes que devem me encontrar. Grande Abraço!

Espero que tenham gostado da entrevista. Caso tenham mais perguntas para nosso entrevistado, ela ficará feliz com sua visita através do seu Instagram.

Leandro, o Pacote Literário agradece pela sua atenção e lhe deseja todo sucesso!

Caricatura de Karla Samira,
inscrição "Matéria de Karla Samira"


2 comentários:

  1. Nossa, amo essas entrevistas, pois a gente acaba ficando mais pertinho dos autores, né Karlinha? É muito legal saber mais sobre os métodos de criação deles e como os livros "nascem". S2 E ele meio que pensa como eu, pois se escrevesse textos, também iria sempre ter uma música como pano de fundo... rs
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  2. Adorei a entrevista, Karlinha!
    Não conhecia o trabalho do Leandro e fiquei bem curiosa.
    Vou acompanhar pelo Instagram.
    Bjs
    Claudia

    ResponderExcluir

© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo