1 de outubro de 2019

DESAFIO (SETEMBRO): 12 livros, 12 países, 12 receitas



Olá, leitores queridos!

O post de hoje é de mais um desafio delicioso do qual o Pacote Literário decidiu participar, juntamente com a amiga Claudia Vasconcelos!

Alinhei este desafio com o Desafio Volta ao Mundo, pois nesse também a ideia é inovar as leituras com autores de 12 nacionalidades diferentes.

Além disso, para este desafio, devemos fazer uma receita do país onde o autor nasceu!

Para o mês de SETEMBRO, escolhi a França e a seguir conto a vocês minhas escolhas de livro e prato típico do país.

O LIVRO:


O PRIMEIRO DIA
Autor (a): Marc Levy
Editora: Suma de Letras
Ano: 2012
Páginas: 353
Classificação: 4/5

Sinopse: Ambiciosa e apaixonada, a arqueóloga Keira comanda uma escavação no Vale de Omo, na Etiópia – e, quando uma tempestade de areia destrói o local, se vê obrigada a retornar à Europa. Mas traz consigo um estranho pingente, que recebeu das mãos de um menino etíope.

Em Londres, disputando uma bolsa de pesquisa, seus caminhos se cruzam com o de Adrian, um renomado astrônomo – e seu ex-caso, de muitos anos atrás. Numa visita ao apartamento dele, ela esquece lá o pingente, acendendo em Adrian tanto o interesse científico pela origem do artefato quanto o amoroso por sua dona.

Logo se tornará claro para o casal que eles não são os únicos interessados no pingente, e que há gente disposta a tudo para consegui-lo. Keira e Adrian partem numa viagem que os levará a vários continentes, seguindo mapas traçados a partir das estrelas e pistas enterradas no solo. E sua meta é achar a resposta para perguntas que intrigam a todos desde o início dos tempos.




Resenha:


Consegui esse livro em uma troca após ler "E se fosse verdade...". Gosto muito da escrita do autor que, sendo francês, velho a calhar para esse nosso desafio gastronômico especial.

O livro vem nos contar a história de Keira e Adrian. Ela, uma arqueóloga e ele, astrônomo, de uma forma ou de outra sempre tentaram descobrir a origem do ser humano.

Os dois inicialmente vivem isolados, cada um em um ponto do mundo, vivendo momentaneamente para suas descobertas.

Ele observa o espaço e ela faz escavações, mas ambos pretendem realizar descobertas que podem mudar o entendimento da humanidade sobre o passado e o futuro.

"A mais sincera humildade, para um homem com espírito científico, é aceitar que nada é impossível."

Certo dia ela ganha um presente, um objeto estranho cujo material não consegue ser identificado por nenhuma agência científica do mundo.

Desde então, começa-se uma busca incessante por pessoas muito poderosas que chegam até mesmo a ameaçar a vida de quem está na posse do objeto.

Ainda, o objeto se parece bastante com outra peça, descoberta 30 anos antes e então a busca pela verdade fica ainda mais intensa.

O livro tem capítulos intercalados. Os que remetem a Adrian são narrados em primeira pessoa. A parte que se refere a Keira é narrada em terceira pessoa.

Achei muito interessante que cada capítulo tenha como título o nome do local onde se passa: Atacama, Paris, Londres, Vale do Omo, etc...

O livro se desenvolve de uma maneira muito peculiar, que eu achei bem parecida com a forma como são escritos os livros de Dan Brown.

"A memória é tão preguiçosa quanto hipócrita, guarda apenas as melhores e as piores lembranças, os momentos cruciais, nunca o simples cotidiano, que ela apaga."

Até quase a metade do livro, o leitor é inundado de informações e detalhes que se juntam. Talvez por isso, não rende tanto a leitura. Dali para frente, o autor acrescenta um toque de aventura e a curiosidade para saber o que acontece até o desfecho é quase incontrolável!

Gostei demais de alguns trechos bastante reflexivos que os personagens nos trazem. Ideias sobre a vida, relacionamentos, a importância do trabalho e outros temas importantes são colocados no livro de forma muito bonita e intensa.

São muitas aventuras, buscas, investigações, desafios e algumas mortes. Mas também são bem exploradas as relações familiares, as amizades e... ah! O amor!

"Olhando esses objetos do cotidiano, como uma faca na manteiga, é que a gente se dá conta de que alguém se foi e não vai mais voltar; uma faca de de manteiga, cortando para sempre fatias de solidão na vida da gente."

O final me surpreendeu, mas é importante dizer que a jornada para a real descoberta continua no segundo livro, chamado "A primeira noite", que não resisti e já adquiri. Em breve trarei a resenha dele para o blog!

Recomendo a quem curte um bom romance repleto de drama e aventura.

A RECEITA:

Para o mês de setembro, escolhi como receita típica da França a batata francesa, uma iguaria bem comum e simples de fazer.


Retirei a receita nesse link e achei super fácil de fazer. O cozimento da batata feito no leite dá um sabor totalmente diferente (e suave) à receita, que fica pronta em alguns minutos e é uma boa para o almoço ou o jantar.

Para acompanhar essa delícia, nada melhor que um vinho francês! O que acham?


E aí? Você já leu algo desse autor ou fez essa receita? Ficou com água na boca? Me conte nos comentários!

Voltaremos em poucos dias com novos livros e receitas para  esse mês de outubro!



4 comentários:

  1. oie
    Que legal esse "Desafio Volta ao mundo" .É importante porque normalmente ficamos presos nos livros americanos/britanicos e acabamos esquecendo da literatura dos outros lugares do mundo.
    Não tinha ainda ouvido falar desse livro,mas achei interessante.

    Beijos

    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia o livro e nem a receita, mas adoro pratos leves, práticos e fáceis de fazer, como este parece ser. Quanto à leitura, não me atraiu por não ser meu gênero favorito, mas a sua resenha está excelente, como sempre. Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Oi Karla.

    Ainda não tinha lido nenhum desafio como esse e adorei a ideia de adicionar receitas e países no desafio literário. Já anotei a dica do livro, pois eu tenho E se fosse verdade... e será uma ótima dica para conhecer outro livro do autor. Também a anotei a dica de cozinhar a batata no leite. Parabéns pelo desafio.

    Bjos
    https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá...
    Ainda não conhecia esse projeto, mas, simplesmente amei! Achei muito criativo e, é claro, é uma ótima forma de sair da zona de conforto e descobrir coisas novas <3
    Bjo

    ResponderExcluir

© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo